giovedì 3 settembre 2009

/////// \\\\\\\




vorrei vertigini
di una sbornia



non vertigini
di ferite
gonfiate
di pianti


infiniti



memore
amore

4 commenti:

paula barros ha detto...

Não compreendi tudo.

Talvez memória, amor, infinito.

Lembranças que estão com você.

As imagens me lembraram o quanto muitas vezes nos sentimos perdidos, confusos.

Quero o seu bem. A sua paz, a sua alegria.

beijos no seu coração.

Luísa ha detto...

Na mala das recordações mora acima de tuos carinho, amor, e agora também saudade!
Alguém lá em cima a olha com o mesmo carinho, amor e também saudade!
Beijinho terno, querida Myra!

Dominique ha detto...

Tio Gigi esta feliz lendo teus poemas..:))))
Te adoro..:)))))))))))))

myra ha detto...

obrigada a vcs, muito obrigada