giovedì 30 aprile 2009

creatività - assemblage Dominique Landau



qua e là
quando vuole
se vuole


viene
se ne va

la creatività
non è
a getto continuo

mercoledì 29 aprile 2009

vedo tutto


spendo un po' di energia
per spalancare gli occhi
diventati assai piccoli
eppure vedo
con un fremito di stupore


tutta
la malvagità in questo mondo
chissà se sparirà

energia sprecata

martedì 28 aprile 2009

mots


je ne les ai jamais
dites
des paroles maudites
mots idées


tachées
de méchanceté
accrues de gestes
aussi lestes
que le reste
qui te blessent
et t'achèvent
d'un seul
et sale coup

spectral

domenica 26 aprile 2009

para mi Tamara linda_FELICIDADES -26 de Abril 2009



Amitié amoureuse
Amoureuse amitié
Amitié et sensualité
Sensualité et tendresse

Des sensations qui stimulent
L’écriture, donnent de l’énergie
Des raisons d’espérer ; la vie
Amoureuse en liberté aimante

Rêve idéal de passion
Réalisé en passion de rêve
Vrai amour tendre
Teinté de fusion

de Jean Ferrat
----------------------------------

Les enfants qui s'aiment s'embrassent debout
Contre les portes de la nuit
Et les passants qui passent les désignent du doigt

Mais les enfants qui s'aiment
Ne sont là pour personne
Et c'est seulement leur ombre
Qui tremble dans la nuit
Excitant la rage des passants
Leur rage, leur mépris, leurs rires et leur envie
Les enfants qui s'aiment ne sont là pour personne
Ils sont ailleurs bien plus loin que la nuit
Bien plus haut que le jour
Dans l'éblouissante clarté de leur premier amour.

de Jacques Prévert
----------------------------------------------------

je crois que ces belles paroles sont très bien pour toi et...

tout l'amour du monde pour toi,
je t'adore
la nonnnnnnnna

sabato 25 aprile 2009

vita - foto Dominique Landau


evviva
vita
ormai sto dentro
non vado via

eccome!

domenica 19 aprile 2009

Otto Lara Rezende, algo sobre Vinicius de Moraes - que tive a sorte de conhecer


Homem de bem com a vida, a favor da vida. A quem a vida nada se nega a vida.
Criador de um lirismo em prosa e verso, falado e cantado, e sempre de exaltação a vida.
A canção em Vinicius nasce de um encontro não vem de um conflito.

Encontro consigo mesmo, com o outro, com sua cidade.
Com o menino livre e feliz que foi, com o tempo da infância. Fonte inesgotável quando tudo era indizívelmente bom. Menino de beira de mar, os carinhos de vento no rosto e as frescas mãos de maré nos seus dedos de água.
Encontro com o próximo, com aquele que se dá a vida. O que não se defende, o que não se fecha, o que não se recusa participar do espetáculo fascinante da grande e da pequena ventura de viver.
Encontro com os amigos, parceiros da vida em comum, amigos da arte em comum. Encontro com a mulher amada, amiga infinitamente amiga. Encontro com a mulher do povo entre moringas e cenouras emolduradas de vassouras.
Com o operário em construção, dono de uma nova dimensão, a dimensão da poesia. Encontro de sensibilidade pessoal com o sentimento popular da inspiração e da técnica pessoais com o rítmo e inspiração gerais. Encontro da mulher com o homem, do amor. Das palavras com a música, da poesia com a canção. Poesia de aliança com a vida e canção de aliança com a multidão. Voz pessoal mas compreendendo muitas vozes. Encontro com uma voz com todas as vozes.
Poeta do encontro, cantor de vida. Vinicius tomou partido do sentimento contra o ressentimento. Por isso, ele não semeia pedras com aquele que não ama, semeia canções, poesia.
Vinicius canta o povo.
O povo canta Vinicius.
A bênção, Vinicius de Moraes.
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


Se todos fossem iguais a você

Vai tua vida
Teu caminho é de paz e amor
A tua vida
É uma linda canção de amor
Abre teus braços e canta a última esperança


A esperança divina de amar em paz
Se todos fossem iguais a você
Que maravilha viver
Uma canção pelo ar
Uma mulher a cantar
Uma cidade a cantar
A sorrir, a cantar, a pedir
A beleza de amar
Como o sol, como a flor, como a luz
Amar sem mentir, nem sofrer

Existiria a verdade
Verdade que ninguém vê
Se todos fossem no mundo iguais a você

sabato 18 aprile 2009

tornerà la calma - foto Dominique Landau


regnava la calma

un inatteso accaduto
sparato
come una freccia
è riuscito
a tramutare
la quiete
in sarcastica follia

tornerà la calma

venerdì 17 aprile 2009

uma cançao de Vinicius de Moraes


Se a tristeza um dia
Te encontrar triste sozinho
Trata dela bem
Porque a tristeza quer carinho
E fala sobre a beleza

Com tanta delicadeza
Por não ter nenhum carinho
Que ela só existe
Por não ter nenhum carinho
E dá-lhe um amor tão lindo
Que quando ela se for indo
Ela vá contente
De ter tido o teu carinho

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

"A vida é a arte do encontro,
embora haja tantos desencontros pela vida"
Vinícius de Moraes

mercoledì 15 aprile 2009

ce sont eux


j'ai horreur
de cette atmosphère
de peur infligée
au monde

par ceux
qui nous gouvernent

ce sont eux
la terreur

suis-je en erreur?

martedì 14 aprile 2009

zitto


la morsa del freddo
i denti del vento
zitto e ghiacciato
muoio nel buio
rido
inorridito

punto accàpo

mercoledì 1 aprile 2009

o silencio


dentro de
uma nuvem
escura
o silencio
ajuda

fiquei muda