venerdì 18 giugno 2010

imprecisao


na nossa memoria
uma impressao
de "déjà vu "

uma imprecisao?

o tempo
transforma
a forma
e a cor
das coisas

tudo envelhece

poderiam ser outras
ou sao as mesmas?

distorsiona
as palavras
disfarça gestos
joga fora
ou esconde
em algum remoto
lugar de nosso
inconsciente
algo que nos feriu

nao serà
que deforma
também
a nossa visao
do que foi
ou nao foi
e jà nao é
ou nunca foi?

13 commenti:

Chica ha detto...

O tempo passa e pode nos fazer ter novas visões sobre as mesmas coisas...beijos,tudo de bom,chica

De cenizas ha detto...

El tiempo, como la energía, ni crea ni destruye... sólo transforma. Y al final es un círculo que se cierra en el mismo punto.


besos

ma grande folle de soeur ha detto...

preci(o)sa (im)precisão :) baci

marina ha detto...

el tiempo es un pincel...y su paso es la paleta en acción... cada recuerdo se va pintando y "despintando" sin parar :-)

preciosos versos...!

un abrazo...!

Lili Detoni ha detto...

Tudo muito lindo, cara mia!
Adorei a pintura! Bacio!

TORO SALVAJE ha detto...

Los recuerdos cambian con nosotros.
Está demostrado.
Científicamente.

Besos.

Dayane Alencar ha detto...

Oi tia Myra! como vai?
Estou um pouco doente e andei um pouco sumida, mas estou de volta!

vou continuar postando mais coisas no meu blog!

- seu blog continua perfeito e eu continuarei o visitando!

beijos!

paula barros ha detto...

O tempo vai passando e as lembranças nos confundem, já não sabemos se foi, se não foi, ou como foi.

beijo

expressodalinha ha detto...

As sensações que passam a percepções.

João Menéres ha detto...

Déjà vu, fora de tempo...
Mas, MYRA, aqui me tens.
Como poderia ficar de fora?
São duas da manhã, do dia 19...

Quando em nós, se estabelece a dúvida se são estas outras, ou se as mesmas são (cores, impressões, palavras) não significa que a nossa visão esteja desformada.
Apenas, e só, o momento outro é.

Um beijo terno.

Selena Sartorelo ha detto...

Olá Myra,

Hoje tenho tanto essa sensação que não saberia responder com precisão o tamanho da confusão que o tempo causou. O conhecido reconhecido pelo sentimento vivido.
Tua imagem me trás sempre o depois de agora.
Beijos minha amiga querida

Juliana Rossa ha detto...

Adorei a ilustração! Esses buracos confundem. Não temos certeza se eles surgiram há pouco, ou se sempre existiram. Existiram as certezas?
......................

Estou acompanhando o expressodalinha. É ótimo saber mais sobre vc!
......................

Eu também adorei que o México venceu!
Beijos!!!

Mauro ha detto...

profeta landau,

tiempo y espacio se funden en tu conciencia,

las cartas no te hablan mas,
ya que no las necesitas mas,
para ver mas alla,
para sentir la que fue, es y sera,

eres un angel entre nosotros,
eres una vela encendida que nos ilumina,

te quiero, te admiro, siempre