giovedì 16 settembre 2010

oblio? - foto Dominique Landau


storie inventate
dal tempo ch'è passato
o impressioni sbiadite
e ricordi dimenticati
mascherati dalla fantasia
sempre un pò bugiarda

desiderio di vivere
la stessa vita
- vissuta con frenesia -
o scaricare tutto
nell'oblio
della spazzatura

7 commenti:

João Menéres ha detto...

Bela a imagem para um poema que á sinfónico!

Um beijo, MYRA, adMYRAvel amiga.

Chica ha detto...

Muito lindo,foto e texto perfeitos!um lindo dia pra ti,beijos,chica

TORO SALVAJE ha detto...

Me gusta.

:)

Besos.

Memória de Elefante ha detto...

myra!
Gosto demais das fotos de Dominic!Outro dia entrei no site dela, lindo!

Sempre em nossa memória há um pouco de fantasia em elipse com o real.

Um beijo

Luísa ha detto...

Encostou!
Era pedaço de pau, madeira comida,
tinha uma forma obsoleta, de cadeira perdida!
Encostou para ser substituida....

É isso que se faz ao que já não é util (cadeiras, jarros, baldes...).

Jamais o faremos aos trastes velhos pelos quais temos um elo de ligação afectiva.Se a cedeira velha tivesse uma história, não iria para a garagem...

Logo, tudo em nós é sustentado em afecto, para que não seja encostado!

Beijiniho terno

Luísa ha detto...

Encostou!
Era pedaço de pau, madeira comida,
tinha uma forma obsoleta, de cadeira perdida!
Encostou para ser substituida....

É isso que se faz ao que já não é util (cadeiras, jarros, baldes...).

Jamais o faremos aos trastes velhos pelos quais temos um elo de ligação afectiva.Se a cedeira velha tivesse uma história, não iria para a garagem...

Logo, tudo em nós é sustentado em afecto, para que não seja encostado!

Beijiniho terno

Chica ha detto...

Volto e deixo um beijo, desejando mais um lindo dia!chica