sabato 17 marzo 2012

GLOOMY SATURDAY

nao confundir com Gloomy Sunday, triste e belissima cançao hungara, versao inglesa cantada por Billy Holyday, chamada de "cançao suicida"
aqui todos os Sabados sao Gloomy Saturday...

13 commenti:

✿ chica ha detto...

Ficou lindo,Myra,. como sempre!!!beijos,lindo fds!chica

ana ha detto...

Myra,
Que beleza arrepiante, não dizer porquê...
A nossa impressão digital ou a caverna de Platão foi o que me sugeriu esta obra.

Se puder passar na minha janela julgo que vai gostar da poesia do livro sagrado.

Beijinho e grata por este acordar.

ana ha detto...

Leia-se - não sei dizer porquê...

EDER RIBEIRO ha detto...

Myra, que as forças do bem possa quebrar essa porta para que a luz possa inundar esse ambiente de trevas. Bjos, minha querida amiga. Vc é iluminada.

Allan Robert P. J. ha detto...

Marcante. Se entendi bem, o quadro retrata bem a sensação que você buscou passar com o título.

BRANCAMAR ha detto...

Por aqui também está um Sábado cinzento, mas Myra é apenas o sol encoberto, que não tarda a brilhar.
Os cortornos do teu quadro fizeram-me lembrar uma impressão digital. Será a tua, a da tua alma?

Beijinhos

Branca

João Menéres ha detto...

Como a BRANCAMAR disse acima, também tive a sensação de uma impressão digital.
Mas essa escuridão é a que tu alcanças, sobretudo aos Sábados, não é Myra ?

Posso confirmar que AGORA está aqui Sol, mas não sei se vai permanecer durante a tarde.

Um beijooooooooo.

Luísa ha detto...

Uma janela com ondas de escuridão à espera que a cortina se rasgue e deixe a luz entrar.Espreita lá longe, uma nesga de luz, um apontamento de sol. Ele há-de entrar...

Amanhã, será mais um dia de luz, com impressão digital num caixilho de vida!

byTONHO ha detto...



Lá no fundo,
tenho a 'impressão'
que há uma porta.

É PhotoShop ou é só 'impressão' minha?!

Impressionou-me o efeito de 'poço sem fim'!

Ad.MYRA.veis Impressões!

:o)

Maria Dias ha detto...

Eu acredito q existem momentos que deixamos de enxergar o fim do túnel mas,q não se perca a esperança e nem a fé.
Pessoas como vc chegam a terra banhadas de luz e assim permanecem...

Vc é pura luz...tanto é q gosto mesmo de vir aqui pegar um pouquinho da sua energia!

Beijos!

Ana Martins ha detto...

Myra, boa noite!
Tal como vários comentadores, esta obra também me faz lembrar uma impressão digital mas, lá ao fundo, parece-me existir uma porta, as frestas de luz, permanecem lá como que a dizer:- Vem, é por aqui!

Beijinho,
Ana Martins

expressodalinha ha detto...

Um buraco negro ou poço sem fundo?

Isabel ha detto...

Mete medo, entrar nessa escuridão.
Prefiro a claridade.

Um beijinho