giovedì 28 giugno 2012

um poema escrito faz tempo ao meu irmao...TEM traduçao:

Sent: Wednesday, April 18, 2001 4:03 PMSubject: Pro Iosif...
Commence pas
A ce pas
Je retourne chez moi
Où?
Où est-ce chez moi
C'est quoi le "chez moi"

Et voilà
Le meme défaut
Les rimes faciles

Trébucher farfouiller gesticuler jongler
Paroles sentiments sensations souvenirs
Serait-ce vivre?
Ce n'est qu'un fatras

Je retourne chez moi
Elle recherche l'émoi
Le "moi" d'antan
Dans cet essaim de moi
Pas de "moi" pas de "toi".
Alors avec une reticence
Farouche
Ni plus ni moins
Elle décide de se mettre sous la douche..

Et moi je me couche.

------------------------------------------------

Começa
não começa
à negação
volto pra casa
onde?
onde é que é
este "que" que é minha casa?

E eis aí
o mesmo vício
as rimas fáceis

Estrebuchar sublevar jogra'lar mais mímícas
palavras sentimentos sensações memórias
viver é isso
ou um luxo-lixo?

Volto pra casa
ela buscando a comoção
o "eu" de antanho
neste enxame de eus meus
nem "tu" nem "eu"
então com uma reticência sáfara
assim sem mais nem menos
ela se decide por uma chuveirada...

E eu me deito.

MYRA LANDAUTradução: m.c. ferreira, que ainda não considera esta como a versão definitiva

7 commenti:

✿ chica ha detto...

Linda e, intensa poesia ao teu irmão.

Gostei muito!!beijos,tudo de bom,chica

João Menéres ha detto...

E dizias-me que não sabes escrever, MYRA ?

Muito intensa, muitas dúvidas eternizadas na tua vida.


Um grande beijo.

CONCEIÇÃO DUARTE ha detto...

Myram que lindo isso... todos temos que nos deitar, todos os dias! Um grande beijo e te amo! CON

Luísa ha detto...

E não é o mais belo poema aquele que nos dita a alma, o querer do sentir ou o sentir sem querer?
Adorei!
Beijinhos mil

byTONHO ha detto...



PoeMa...ravilha!

PoeMYRA!

:o)

Isabel ha detto...

Fica-se um pouco sem rumo quando nos falta alguém que se ama.
Um beijinho

ana ha detto...

Myra,
O poema é lindo quer em francês, quer em português.

A nossa casa é onde a nossa cabeça quer, às vezes pode estar longe. Pode não ter "eus" e "tus"
Teremos que a alcançar para nos encontrarmos.

Myra o seu poema tem muito que ver com um livro que ando a ler de Saramago e que fiz uma postagem.

Beijinho! :)