venerdì 23 agosto 2013

voltar...


peculiar herança
que o tempo traz
ao perene viajante
inexplicável desejo
de voltar a um certo
lugar
visto de longe...
misteriosos
detalhes
de uma
estranha memória

9 commenti:

TORO SALVAJE ha detto...

Volveremos?

Ojalá!!!

Besos.

João Menéres ha detto...

A lugares onde fui feliz, prefiro não voltar.
Nada se repete.


Um beijooooooooooooooooooooooooo

Isabel ha detto...

Bonito!
Gosto do poema e da pintura.
Um beijinho :)

Paula Barros ha detto...

Vontade de voltar. De estar num lugar que nos foi agradável.
beijo

Li Ferreira Nhan ha detto...

Myra, como diz a canção
"...
Lo que puede el sentimiento no lo ha podido el saber
Ni el más claro proceder, ni el más ancho pensamiento
Todo lo cambia al momento cual mago condescendiente
Nos aleja dulcemente de rencores y violencias
Solo el amor con su ciencia nos vuelve tan inocentes

Se va enredando, enredando
Como en el muro la hiedra
Y va brotando, brotando
Como el musguito en la piedra
Como el musguito en la piedra, ay si, si, si.

El amor es torbellino de pureza original
Hasta el feroz animal susurra su dulce trino
Detiene a los peregrinos, libera a los prisioneros,
El amor con sus esmeros al viejo lo vuelve niño
Y al malo sólo el cariño lo vuelve puro y sincero.
... "
Beijos querida

Existe Sempre Um Lugar ha detto...

Boa noite,
se o local foi agradável no passado, se faz parte da nossas recordações, porque não regressar?

ag

Luísa ha detto...

Que dizer depois de tanta sabedoria escrita?
Apenas me manter por cá, sendo amiga!
Bjnhs

:.tossan© ha detto...

Nada será como antes.Bonita poesia, dá vontade de rouba-la e editar no klictossan. A imagem é neutra e sábia. Beijo Myra

eder ribeiro ha detto...

Mesmo q voltassemos ao antes, por estarmos diferente, não teríamos as mesmas sensações. Bjos.