martedì 21 marzo 2017




soy profuga del tiempo
vivo los segundos
 profuga del amor

presa del momento
escapo de las pesadillas
entro - miro-
vivo mis suenos

prisionera de la realidad
odio mi destino
que arras con mis sentimientos
a cada segundo

lucho con la fatalidad
que rompe mis momentos
y los profugos instantes
robados al tiempo -

regalo mis palabras
a quien las quiere
o
talvez solo al viento...

4 commenti:

Luísa ha detto...

Obrigada pelo presente das palavras.
Mil beijinhos

myra ha detto...

obrigada a voce que e a unica a ver o que coloquei!

Branca ha detto...

Lindo Myra. Só cheguei cá à noite, mas adorei ler-te e ver o quadro que nos deixaste. Mesmo que alguns dos teus versos sejam tristes, trazem-nos a tua alma plena de sensibiliadde e amor.
Um beijo grande para ti, que és uma artista não só das artes plásticas, mas também das palavras.

myra ha detto...

obrigada Branca , lindas palavras, espero que venha a verme sempre que tenhas tempo, beijos