sabato 11 marzo 2017

um relampago fulminante
 me joga qual granizo
 na fatalidade 
nascemos sem querer 
ninguem pediu este primeiro grito
de Vida

mas
esqueco
vou adiante 
adiante ao que for Vida


 
me carrega 
me leva 
mudo mil vezes de lugar 
sempre Vida
e  despojada 
desaparesco
na noite funda.....



2 commenti:

✿ chica ha detto...

Lindas palavras, ainda que tristes. Mas seguir é preciso sempre! bjs, chica

João Menéres ha detto...

Pensa no mundo que já conheces, Myra !
E nesses mundos que te permitiram GRANDE SUCESSO !
É justo que agora descanses mais.

Um beijo muito amigo.