mercoledì 24 febbraio 2010

ne rien dire


crispée
par le rire
assourdie
par cette joie
inattendue
elle reste
figée

ne rien dire

9 commenti:

Anonimo ha detto...

SIMPATICO!!!!!
D

TORO SALVAJE ha detto...

figée no sé que es.

Besos.

rosso ha detto...

¡esencia! (BELLO)

Chica ha detto...

Sempre lindo,Myra e teu carinho e presença sempre alegram nossos dias.beiojos,chica( vou te dizer uma coisa;cada vez que clico em teu nome e aprece teu perfil e ali fala pintora conhecida, etc... fico imaginando o quanto essa internet aproxima pessoas e nos dá oportunidades desse convívio com pessoas como tu, com essa sensibilidade apurada e cheia de sentimentos.Enfim, GENTE bem GENTE!!! , um beijo,chica

João Menéres ha detto...

Porque razão me pareceu um beijo, MYRA?
Suavidade e delicadeza.

O meu beijo, para ti.

ma grande folle de soeur ha detto...

Beau :)

MartinAngelair ha detto...

...peut être.





Besos,...muchos.

B.T.C.M

Luísa ha detto...

Mais j´ai beaucoup de chause à dire:
Vous ettes une femme trés jolie et une merveillose amie!

(tal e qual o que diz a Chica, eu tamb+em sinto)!!!

Beijinho terno e muito obrigada pela sua nobreza de atitude.

Memória de Elefante ha detto...

Tenso, gélido lá fora.
A emoção inflama a alma, mantém os laços intactos da alegria prenúncio da Primavera.


Gostei da tela cores frias,tudo a ver com o rigor do inverno.

Um beijo