giovedì 1 marzo 2012

hoje



22 commenti:

✿ chica ha detto...

Uma janela bloqueada..Linda!!! beijos e que possamos VER sempre ainda que as janelas se fechem! chica

✿ chica ha detto...

Voltei>.. ADOREI VER TEUS TRABALHOS NA REVISTA!!! lINDO.PARABÉNS! BEIJOS,CHICA

Maria Dias ha detto...

Uma porta vedada...O q terá acontecido lá dentro hein?rs...

Beijinhos e bom dia querida.

EDER RIBEIRO ha detto...

Essa pergunta da Maria me instigou, quem sabe surge um texto para essa janela. Estou me impondo esse desafio... Kkkkkkk. A mesma visão da sua imagem que a Maria e a Chica tiveram, eu tive. Bjos.

Lucrecia Borgia ha detto...

Fa la canzone dice: ¡"aprire le finestre per la vita"!...
e voi chiude la finestre?...

¡tutti gli artisti sono pazzi!...

baci

Anonimo ha detto...

A senhora vai-me desculpar mas qualquer criança desenha assim!

Não há arte alguma nem qualquer talento aqui.

Talvez quando a senhora era nova, alguém gostasse, hoje em dia, não acredito...

Geraldo
SP

myra ha detto...

para Anonimo, as crianças sao geniais:)))) obrigada:)

Luísa ha detto...

Hoje também estou aí, pendurada na janela interdita onde apenas o olhar vagueia até ao horizonte!
Hoje também estou aí, dentro dessa sala, com cortina cor de rescaldo, num incêndio que procura chama!
Hoje também estou por aí, nessa janela apagada, sem beiral florido e sem graça!
Hoje também estou aqui!



Beijinhos mil, adMYRAvel SENHORA

Luísa ha detto...

Anónimo,

que pena não conseguir ver para alem da janela! não consegue imaginar os prados apagados pela falta de ânimo?
E não vê também a agitada cidade que defumou a cortina?
Que pena! Vê-se tanto para além deste retangulo....

ana ha detto...

Myra,
Adorei esta janela com registo oblíquo.
De Almada Negreiros um apontamento belíssimo sobre Arte:

A Flor

"Je travaille tant que je peux et le mieux que je peux, toute la journée. Je donne toute ma mesure, tous mes moyens. Et après, si ce que j'ai fait n'est pas bon, je n'en suis plus responsable; c'est que je ne peux vraiment pas faire mieux".
Henri Matisse

Pede-se a uma criança: Desenhe uma flor! Dá-se-lhe papel e lápis. A criança vai sentar-se no outro canto da sala onde não há mais ninguém.
Passado algum tempo o papel está cheio de linhas. Umas numa direcção , outras noutras; umas mais carregadas, outras mais leves; umas mais fáceis, outras mais custosas. A criança quis tanta força em certas linhas que o papel quase que não resistiu.
Outras eram tão delicadas que apenas o peso do lápis já era de mais.
Depois a criança vem mostrar essas linhas às pessoas: uma flor!
As pessoas não acham parecidas estas linhas com as de uma flor!
Contudo, a palavra flor andou por dentro da criança, da cabeça para o coração e do coração para a cabeça, à procura das linhas com que se faz uma flor, e a criança pôs no papel algumas dessas linhas, ou todas. Talvez as tivesse posto fora dos seus lugares, mas são aquelas as linhas com que Deus faz uma flor!

A INVENÇÃO DO DIA CLARO, LIRICAS PORTUGUESAS, PORTUGÁLIA EDITORA, LISBOA, P. 95

João Menéres ha detto...

GERALDO ( de São Paulo )

Deve ser o único ser CULTO à face da Terra que IGNORA o que é ARTE e o que é BOM SENSO e BOA EDUCAÇÂO !...

João Menéres ha detto...

Não dizer que se trata de uma janela meio trancada.
A ARTE não se explica com meras palavras, mas sim com o que nos transmite.
Por isso, eu tenho o hábito de fazer as minhas leituras acerca dos teus maravilhosos trabalhos e, AGORA, que com a linda idade que tens, verificar que dominas na perfeição as novas tecnologias, ainda mais te adMYRArei em cada dia vindouro !

Deste uma resposta a esse senhor Geraldo que só uma GENIAL ARTISTA poderia dar :

> as crianças sao geniais <

Hoje, querida MYRA, aprendi imenso. OBRIGADO !

Um beijo enorme cheio de carinho e com a esperança que esse teu primário crítico receba a LUZ que nos transmites todos os dias.

tonholiveira ha detto...



"Reza a lenda,
que quem gosta de fazer 'arte'
é criança
"... quem não 'envelhece' também!"

:o)

Luísa ha detto...

Hoje a janela mostra-me o João zangado!
Mostra o sinal da amizade que nos une e atrai!
Beijinhos mil a todos, adultos e crianças...Uns porque nos mostram a apredizagem da vida, pela tolerãncia, outros porque aprendem a tolerar.
Bjnhs

myra ha detto...

OBRIGADA MEUS AMIGOS!!!! por me defenderem do GERALDO, Anonimo, mas serà que ele deixou de ser "criança"? seria uma pena para ele:)))))ser tao maduro de adulto tem perigo de cair:)))

João Menéres ha detto...

MYRA

No meu comentário das 07:43, devia ter escrito :
NÃO VOU DIZER...(faltou o VOU, de tão ZANGADO E TRISTE que estou com a deselegância e falta de pudor desse Anónimo Geraldo ! )
Mais uns beijos à Pintora MYRA LANDAU.

Isabel ha detto...

Muito lindo.

Se o Geraldo se detiver um pouco a olhar, talvez perceba que se calhar não é tão fácil assim desenhar o que vê...e quem sabe talvez até comece a gostar.
Eu acho que se aprende a gostar, à medida que se aprende a conhecer um pouco melhor. Digo isto porque a mim já me aconteceu. Temos mais dificuldade em gostar ou aceitar o que desconhecemos.

Um beijinho

EDER RIBEIRO ha detto...
Questo commento è stato eliminato dall'autore.
EDER RIBEIRO ha detto...

Minha querida Myra, cego não é aquele que não ver, mas aquele que mesmos tendo a visão não consegue enxegar além, se lhe mostrarem um papel, ele dirá: - Seu tolo, és criança? Não ver que é um papel. Então, o outro que traz dentro de si a criança dirà: - Eu enxergo a árvore nesse papel, enxergo o chão que ela foi plantada, enxergo a água, o sol que foram o seu alimento e por fim enxergo a grande obra divina, o amor.

Vim aqui para lhe dizer que acabei de terminar a crônica tendo como base essa janela, não foi por ter sido escrito por mim, mas adorei, é um suspense com final cômico. Darei uma olhada nos meus post para ver como estar a programação, mas acho que na próxima quarta eu publico. Bjos

TORO SALVAJE ha detto...

Prohibido entrar o prohibido salir?

Besos.

Jorge Costa Reis ha detto...

Eu tive uma professora que dizia: "A arte não se aprende, a arte sente-se."
Provavelmente ela tinha razão quando acrescentava que os que não sentiam a arte seriam sempre uns analfabetos.
Realmente alguns são assim.
Parabéns Myra

Rui Pires - Olhar d'Ouro ha detto...

Preciosa pintura, gosto muito dos tons escolhidos!

1bj