martedì 2 luglio 2013

faco e des-faco;;


hago
deshago
no consigo
seguir una linea final
no quiero un final de vida
con una sola linea
solitaria
 
por mas que hago y no deshago
que sigo y no persigo
nada consigo
se estan estechando las lineas
se estan estrechando las lineas de mi destino
se estan limitando a lo nada
las lineas que hago estan limtando mis orillas
 en las lineas que hago descubro fronteras
 y deshacen la vida que no hago
 que ya no deshago
 las lineas que me esperan
 son ya muy estrechas
y muy estrechas
 son ya los dias de las lineas
 de esta vida
que ya no rompe ninguna frontera

10 commenti:

✿ chica ha detto...

Há dias assim... Palavras intensas, lindas! beijos,chica

expressodalinha ha detto...

As linhas são infinitas. A nós resta-nos segui-las. Nunca sabemos onde vamos parar.

Anonimo ha detto...

Myra, sólo podemos seguir hacia adelante.
Beijos y besos querida!
Li Ferreira Nhan

João Menéres ha detto...

Não nos queiras convencer disso !
Estás com um desânimo temporário apenas, MYRA !
Tu tens um poder criativo sem limites !
Descansa um dia ou dois, e TUDO brota de novo, verás !

Um imenso beijooooooooooooooo

Branca ha detto...

As tuas linhas Myra rompem todas as fronteiras, onde quer que estejam e sempre nos ensinam os caminhos da liberdade. "Si sabes ver", :) e tu sabes sempre...tens todas as respostas nesse teu maravilhoso livro, quando nos falas de tantas coisas profundas e únicas. Lembras-te quando nos alertas àcerca do discurso dos eruditos? E terminas tão bem "...y en tu silencio, en tu soledad, encontrarás lo que buscas." e tu sempre te encontrarás, dia após dia, um dia de cada vez, vivendo apenas o momento presente,porque só ele existe, só ele vale a pena.

Beijos, muitos.
Branca

Isabel ha detto...

São lindos!
Um beijinho.

ana ha detto...

Uma beleza quer na escrita quer na arte gráfica que a acompanha.
Um grito, uma vontade, uma energia e é essa energia que é a mais-valia da Myra.

Obrigada pela beleza.
Beijinho.:)

Anonimo ha detto...

As tuas linhas Myra rompem todas as fronteiras, onde quer que estejam e sempre nos ensinam os caminhos da liberdade. "Si sabes ver", :) e tu sabes sempre...tens todas as respostas nesse teu maravilhoso livro, quando nos falas de tantas coisas profundas e únicas. Lembras-te quando nos alertas àcerca do discurso dos eruditos? E terminas tão bem "...y en tu silencio, en tu soledad, encontrarás lo que buscas." e tu sempre te encontrarás, dia após dia, um dia de cada vez, vivendo apenas o momento presente,porque só ele existe, só ele vale a pena.

Beijos, muitos.
Branca

Luísa ha detto...

Para quê pensar nas linhas se volta e meia elas nos dão a volta e elevam ao melhor da vida?
Talvez o nó encontrado pelo caminho nos tenha cansado!
Talvez vê-la esticar nos faça questionar onde ela nos quer levar.
Mas, a melhor verdade é que temos uma linha só nossa! Daquelas que nos permite inovr, marcar a vida dos outros e brilhar!
Grata pela partilha constante da sua linha de vida!
A minha linha diz à sua: keep going..
Mil beijinhos

eder ribeiro ha detto...

Myra, sua arte não tem fronteira, pois em cada lugar que chega é sentida de uma maneira diferente. E como deve ser prazeroso por artista provocar esse sentimento. Para mim é graticante, com os meus olhos, sentir pulsar em seus trabalhos a vida vicejante, cada sentimento teu, ali traçado, adentrando a minha alma, tocando o meu coração. Tenha essa certeza, toda arte é movida pelos anseios da alma, e assim, por si só, imortal. Obg., por proporcionar, a mim, sentimentos. Bjos.