mercoledì 3 luglio 2013

saudades de meu irmao


 
ah! deus
adeus



os dois
irmaos
destinados
à separaçao
amigos
impulsivos
agressivos
cheios daquele carinho
escondido
e
às cegas
sem prever sem querer
levados como castigados

- ainda nao sabiam -

por aquele destino
desenhado
pelo mesmo destino
separados
sempre unidos
por um diferente
e
igual destino
repressivo depressivo
com tudo e des-unidos
distancia paises vidas
diferentes
iguais um ao outro
mesmas saudades
sentimentos sensaçoes

siameses?
quasi

aos dois
nunca adeus.

17 commenti:

Existe Sempre Um Lugar ha detto...

Olá,
Dois irmão simpáticos, irmãos unidos e desunidos, agressivos ao mesmo com muito amor pelo outro, os irmão são assim, quando separados vem sempre as saudades.

Receba um abraço amiga Myra,
ATT: o sábado ainda leva tempo a chegar.

ag

expressodalinha ha detto...

Lindas fotos e lindas palavras. Não tenho irmãos, mas entendo a intensidade dos sentimentos. Mais que a separação é a falta que nos faz. beijos.

ana ha detto...

Uma partilha muito bonita.
Myra, anda mais pelo caminho da escrita. Gosto muito do que escreve.
Que mana tão querida.

Beijinho. :))

✿ chica ha detto...

Esse amor é lindo e nunca acaba! Lindas fotos e palavras!beijos,chica

Alexandre Kovacs ha detto...

Grande escritor o seu irmão, saudades dos textos dele.

myra ha detto...

sim, Kovacs, obrigada, taaantas saudades dele!e de tudo dele!

Branca ha detto...

Olá querida Myra,

Esta fotografia é muito linda e plena de carinho e alegria. Já não é a primeira vez que a vejo, como não é a primeira vez que recorrentemente te avassalam essas saudades desde a partida de Iosif. É normal, os irmãos tornam-se cada vez mais unidos, seja qual fôr a distância e apesar de ele ter vivido no Brasil até ao fim sa sua vida, percebe-se que sempre estavam muito unidos. No fundo é uma recordação muito doce para ti e apesar da saudade é bom lembrar momentos bons.

Beijinho grande.
Branca

Anonimo ha detto...

Olá querida Myra,

Esta fotografia é muito linda e plena de carinho e alegria. Já não é a primeira vez que a vejo, como não é a primeira vez que recorrentemente te avassalam essas saudades desde a partida de Iosif. É normal, os irmãos tornam-se cada vez mais unidos, seja qual fôr a distância e apesar de ele ter vivido no Brasil até ao fim sa sua vida, percebe-se que sempre estavam muito unidos. No fundo é uma recordação muito doce para ti e apesar da saudade é bom lembrar momentos bons.

Beijinho grande.
Branca

João Menéres ha detto...

MYRA, também eu sinto a falta do meu irmão mais velho ( + 10 do que eu ).
Era como um farol sempre aceso, dia e noite.

Um beijooooooooooooooooooooooo

Isabel ha detto...

Os irmãos, quando nos damos bem, são uma riqueza incomparável!

Um beijinho

Luísa ha detto...

Voces são parecidos, sim!
Ambos bonitos!

Mil beijinhos

eder ribeiro ha detto...

O amor uniram vcs dois, Myra, e ele q permanece em suas saudades. Bjos.

lis ha detto...

Um amor pra sempre , mesmo distante nada os separará.
Bonito isso Myra

TORO SALVAJE ha detto...

Me he emocionado por ti.

De verdad.

Besos.

Anonimo ha detto...

Por norma não leio os comentários anteriores antes de escrever, às vezes nem leio mesmo por falta de tempo, mas os do Rogério sempre me despertam curiosidade e não resisti. Depois de o ler a ele já não sei dizer mais nada, porque lá está tudo e a tua poesia é tão boa que é sempre um bálsamo para a nossa alma.

Beijinhos, muitos
Branca

Paula Barros ha detto...

Tenho uma álbum com fotos furtadas e outras que ganhei deste irmão, que estava em país diferente, mas que tinha muito carinho por você. Uma vez ele me falou desta menina, me mostrou esta foto, me mostrou o que ele escreveu.
Gostava de conversar contigo. Se sentia próximo. Sentia saudades.
Ele está próximo, ele esta dentro desta imensidão que é você.
beijo minha linda.

redonda ha detto...

Vou só deixar um beijinho porque me faltam palavras.