venerdì 25 gennaio 2008

irmaos


ah! deus
adeus
os dois
irmaos
destinados
à separaçao
amigos
impulsivos
agressivos
cheios daquele carinho
escondido
e
às cegas
sem prever sem querer
levados como castigados

- ainda nao sabiam -

por aquele destino
desenhado
pelo mesmo destino
separados
sempre unidos
por um diferente
e
igual destino
repressivo depressivo
com tudo e des-unidos
distancia paises vidas
diferentes
iguais um ao outro
mesmas saudades
sentimentos sensaçoes

siameses?
quasi

aos dois
nunca adeus.

6 commenti:

Layla Lauar ha detto...

Oi querida

Encantada e emocionada com este belo poema, ainda mais sabendo da sua saudade. Só físicamente estão separados, mas sempre unidos pelo coração, pelo amor que sentem um pelo outro.

Um beijo com muito carinho

YEHUDA ha detto...

tá com raiva de mim?
colocou essa foto onde pareço um viadinho,mas te prdôo, teu poema é lindo

Anonimo ha detto...

vc. e doido!!!!! viadinho NADA!!!!! eu, heim!!!

mauro ha detto...

adorei

Dominique ha detto...

como teria gostado de ter un amor de irmao!!!!!!!!
Te quiero!

Anonimo ha detto...

dominique, vc. teve, mas ....enfim