domenica 31 maggio 2009

Wesley Duke Lee - um dos maiores artistas brasileiros contemporaneos



Iniciou-se nas artes plástica em 1951
nas classes de desenho livre do MASP
em 1952 vai para os EUA
- quando por aqui a moda ainda era ir para a Europa -
estudar artes gráficas aplicadas
na Parsons School of Design de Nova Iorque

De volta ao Brasil em 1955
recebe duas Menções Honrosas no I Salão de Propaganda de São Paulo
a publicidade foi durante muito tempo uma alternativa
para endossar o orçamento do artista
Em 1958 tem a oportunidade de conhecer K. Plattner
pintor italiano radicado em São Paulo e com quem
além de experimentar técnicas com afresco e têmpera
na qualidade de ajudante
segue para a Europa afim de executar um imenso mural em Salzburgo na Áustria
Já em 1960, determinado a trabalhar tempo integral com pintura e desenho
instala-se definitivamente em São Paulo realizando
em 1961 sua primeira individual
Excelente desenhista embora seja um artista que sempre se valeu dos mais diversos meios e/ou materiais para se expressar
- do nanquim à pintura por computador
Wesley foi um dos impulsionadores
do movimento de renovação da arte contemporânea brasileira
Já em 1964 Wesley passava a integrar o movimento internacional PHASES
em 1965 participava e era premiado na VIII Bienal de Tóquio

Em 1966 ao lado de Nelson Leirner e Geraldo de Barros
e alguns de seus discípulos
também incomodados com a situação do objeto artístico tradicional
- artigo comercial e mercadoria sem função símbolo de status social -
fundam a efêmera e ruidosa Rex Gallery & Sons.
Já na década de 70 mas também no bojo desta atitude de romper com o circuito artístico vigente
Wesley após ter seu manifesto publicado na imprensa
no qual dizia que de ora em diante exporia
somente em museus ou salas públicas
retira-se do mercado de arte
ao longo de uma prolongada ausência de 06 anos.
Retornando a expor em galerias somente em 1976

A obra de Wesley foi
e continua sendo profundamente marcada
por sua necessidade de perceber o inconsciente;
já que a arte para ele é um contínuo processo de auto-conhecimento.

-------------------------------------------------------------------------------------



eu conheci o Wesley no fim de 1951
e fomos muito importante um para o outro


Deixo aqui algo de minhas lembranças...daquele tempo
foto dele daquela epoca uma carta desenho da Argentina

















e o telegrama que me mandou quando soube que eu ia para o Mexico
...e que nao me casaria com ele



nossa amizade durou anos
a ultima vez que o vi acho que foi em 1978
sempre tive e tenho muitas saudades dele
Se ele pudesse ler estas linhas gostaria de dizer-lhe
quanto foi importante na minha vida
espero que esteja bem e continuando o seu trabalho.

4 commenti:

myra ha detto...

eu escrevi sobre o Wesley, no Domingo mas era para estar aqui, hoje dia 1 de Junho...

Eduardo P.L ha detto...

Myra,

é só trocar as datas em OPÇÔES DE POSTAGEM na página da POSTAGEM ( Editar)
Mas ficou muito boa! Parabéns! Ele iria gostar de ver!

Bjs

Anonimo ha detto...

Grande Sortudo o artista Wesley

Anonimo ha detto...

Descanse em paz!