venerdì 30 giugno 2017

ERA UMA VEZ


 ceu deslumbrante
estrelas scintilavam
cega me deixavam



sonhando



de sonhos era
minha vida iluminada
 de quasi nada
amores fugaces  eternos

um quasi nada imenso

se foram os anos
se foi o tempo 
dos  quasi nada 

eternos amores


estrelas se apagaram
pesadelos - cade os sonhos

a  lua e a unica que 
se atreve a me iluminar




imagem de Dominique Landau



2 commenti:

✿ chica ha detto...

Poesia e imagens lindas! Trabalho em família é legal! beijos, chica

myra ha detto...

obrigda querida amiga tao fiel:):) sim, es assim mesmo!beijinhossssssssss